Receita líquida cresce 33,4% no trimestre

10/11/2021

A Aegea Saneamento registrou receita líquida de R$ 780 milhões no terceiro trimestre de 2021, 33,4% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. O EBITDA foi de R$ 475,3 milhões, incremento de 37,8% quando comparado ao mesmo período do ano anterior, com a margem atingindo 60,9%. A alavancagem financeira da empresa reduziu para 2,49x contra 2,81x em relação ao mesmo trimestre de 2020. 

O bom desempenho da Aegea marca o início das operações da coligada Águas do Rio (RJ) e com pagamento da segunda parcela da outorga, pela Águas do Rio, no valor de R$ 2,3 bilhões - além dos R$ 10 bilhões referente à primeira parcela pagos na assinatura do contrato - e o início das obras de infraestrutura que beneficiarão cerca de 10 milhões de pessoas. “Encerramos o terceiro trimestre consolidando a liderança e crescimento da Aegea, além de reforçar nosso modelo de negócios, baseado em investimentos estratégicos”, disse André Pires, CFO da Aegea. Os resultados financeiros e operacionais, o início das operações da coligada Águas do Rio, além de outras operações recentes como Ambiental MS Pantanal (MS), Ambiental Metrosul (RS) e Ambiental Cariacica (ES), também mostraram a expertise operacional da Aegea. “A nossa trajetória de crescimento vem da capacidade de adaptação em diferentes regiões e desafios”, afirma Pires. 

No terceiro trimestre, a Aegea alcançou 3,7 milhões de economias atendidas, um acréscimo de 21,3% em relação ao mesmo período do último ano. A empresa passou a atender com água 3,4% a mais de habitantes, atingindo 1,9 milhão. As concessionárias Águas de Teresina, Águas de Manaus, Águas Guariroba e Prolagos responderam por 62,6% deste aumento, enquanto a parcela remanescente está relacionada à expansão da rede de cobertura e ao crescimento vegetativo das demais concessões. O número de domicílios atendidos com coleta e tratamento de esgoto apresentou um crescimento de 51,1%, atingindo 1,7 milhão – este aumento é explicado pelo início das operações das concessionárias Ambiental MS Pantanal (MS), Ambiental Metrosul (RS) e Ambiental Cariacica (ES) que adicionaram 516,9 mil novas economias e foram responsáveis por 89,4% do incremento total, e à expansão da rede em Águas Guariroba, Prolagos, Águas de Manaus e Águas de Teresina, responsáveis por 4,8% do incremento. 

O volume faturado total atingiu 135,2 milhões m3, aumento de 18,8% em relação ao 3T20. O volume faturado de água cresceu 3,4%, sendo 72,5% deste decorrente do maior volume em Águas de Teresina, Águas de Manaus, Águas de Guariroba e Prolagos. Já o volume faturado de esgoto apresentou crescimento de 52,6% e é decorrente do início das operações nas concessionárias Ambiental Metrosul, Ambiental MS Pantanal e Ambiental Cariacica que contribuíram com 89,2% do crescimento no volume total faturado de esgoto e das expansões de rede nas concessões Ambiental Serra, Ambiental Vila Velha e Águas de Teresina.

O índice de perdas na distribuição de água consolidado da Aegea atingiu 50% no trimestre, redução de 3,9%. com relação ao terceiro trimestre de 2020, refletindo os esforços implementados pela Aegea na redução de perdas físicas e comerciais na distribuição de água nas concessões, especialmente em Águas de Teresina e Águas de Manaus.